• Thiago Barcellos

Olhos de abelha



O Espírito da Colmeia (1973), de Victor Erice, é a história de duas menininhas moradoras de um pequeno povoado bucólico na região de Castela na Espanha em dias negros da ditadura franquista.


Um dia, a cidadezinha fica em polvorosa com a chegada de um cinema ambulante trazendo consigo a projeção de Frankesntein, o clássico “filme de monstro” da Universal Pictures de 1931.


Tudo em O Espírito da Colmeia é alusivo e alegórico.



A casa das protagonistas possui as janelas emolduradas em um dourado brilhante como os alvéolos de uma enorme colmeia.


Frankenstein, a criatura aterradora, é uma sólida referência ao déspota Francisco Franco que comandou com braço de ferro o país de 1936 a 1975 transformando a Espanha em uma nação disciplinada, doutrinada e com papéis sociais bem demarcados.


A obra versa ainda sobre as agruras infantis de duas crianças de olhares tristonhos e de espíritos inconciliáveis frente a essa sociedade hierarquizada, totalitária e alienada.


O filme, captado por uma luz solar rara, é o retrato de um sonho.

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
GoogleMaps Logo Shadow.png